PARTICIPANTES DO LEEA

Ana Paula Veras Camurça Vieira

Pesquisadora e realizadora. Graduada em Cinema e Audiovisual e mestranda em Artes pela Universidade Federal do Ceará. Foi bolsista PIBIC - Funcap 2015-2016 do projeto de pesquisa e intervenção Coletivo AudioVisual do Titanzinho, no PPGArtes ICAUFC. Participou do projeto de exposição Ocupações (2015) e realizou a intervenção audiovisual VENDO MAR (2016). Participou do 1º Júri de Estudantes de Audiovisual da Semana dos Realizadores. Dirigiu e roteirizou o curta-metragem "Rota Borboleta" (2017) e o episódio "Constituição Coreográfica Criminosa", da temporada-piloto da série televisiva ARTES DE PROA. Realizou o curta-metragem Mar Absoluto (2016), através da convocatória "Fortaleza Presente Passado" e a video-instalação "Zona" (2018), integrante do 14° Salão Nacional de Artes de Itajaí. Atualmente, é integrante do LAMUR - Laboratório de Artes e Micropolíticas Urbanas.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0120413891974344
e-mail: anapaulav.21@gmail.com

Breno Almeida Brito Reis

Doutorando em Comunicação Social (Fotografia e Audiovisual) na Universidade Federal do Ceará. Pesquisando as cenas do nomadismo no cinema contemporâneo.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1275231083483247
e-mail: babreis@gmail.com

Cristiana Parente

Possui graduação em Comunicação Social pela Faculdade da Cidade (1989) e mestrado em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (1994). Atualmente é professor assistente da Universidade Federal do Ceará. Tem experiência na área de Cinema e Audiovisual, Computação Gráfica, Artes Visuais, Mídias Digitais, Computação Gráfica, Design Gráfico e Digital, Tecnologia Assistiva e Publicidade digital. Vem desenvolvendo trabalhos de pesquisa na área da captura de movimento para computação gráfica e mídias digitais, games, processos de gestão em produção audiovisual e ferramentas de gestão de acervos audiovisuais. Foi Produtora e artista, desde 1978, nas áreas do cinema, audiovisual, teatro, dança, artes visuais e novas tecnologias. Foi coordenadora do curso de Comunicação Social/Publicidade na Universidade de Fortaleza, foi coordenadora do curso de Cinema e Audiovisual da UFC, e atualmente leciona e pesquisa no curso de Cinema e Audiovisual do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará, na qual foi concursada em 2009/2010. Na área pública, ocupou vários cargos. Entre eles, foi coordenadora de Projetos e Eventos na Fundação Cinema Brasileiro (FCB), uma das coordenadoras de projeto do Núcleo de Audiovisual na gestão da Violeta Arraes como Secretária da Cultura do Estado do Ceará, foi diretora do Departamento de Arte e Cultura na gestão do Paulo Linhares, também na Secult, e logo após foi nomeada Diretora do MIS - CE (Museu da Imagem e do Som) e coordenadora da film commission do Ceará (Bureau de Cinema e vídeo do Ceará). Na gestão de Claudia Leitão, foi Diretora-Presidente do Centro Dragão do Mar.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8646080326600995
e-mail: parentecristiana@gmail.com

Evelyne Alves Cavalcante

Discente em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Ceará, bolsista no projeto de decupagem O Plano no Cinema Contemporâneo, orientado pela professora Dra. Sylvia Beatriz Bezerra Furtado. Co-roteirizou junto a Gabriel Marques, Fabiano Nardy, Tarcisio Oliveira e Leticia Medina o curta-metragem Simbiotica (2017). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Técnicas de Registro e Processamento de Filmes. Assinou junto a Jorge Reinaldo Oliveira a fotografia do curta-metragem Cloaca (2017) e Leônidas junto a Pedro Viana. Em 2018, através de edital da Vila da Artes voltado para produção de documentários, atuou em produção de videos e fotografias para o projeto NARRATIVA de Caique Valario e Beatriz Praça. Fotografou o making off de Tamanco de Fogo (2018), videoclipe do performer Getúlio Abelha, com quem atuou em mais dois trabalhos como fotógrafa, Eu Vou Te Dar De Mamar (2018) e co-dirigindo a fotografia junto a Sunny Maia e Victor Costa Lopes em Aquenda (2019). Dirigiu a fotografia de Devolva-me Para Marcele, mais recente trabalho em criação de imagens.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9991354043009275
e-mail: evelyne-alvess@hotmail.com

Janaina Braga de Paula

Jornalista, mestra e doutoranda em Comunicação (linha de pesquisa em Fotografia e Audiovisual), pela Universidade Federal do Ceará (2011-2013), com especialização em Audiovisual em Meios Eletrônicos (2009) e graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará (1999). Integrou a equipe de organização de três seminários internacionais, dentre os quais o I Encontro Internacional de Imagem Contemporânea (http://www.eiic.ufc.br/2009). É do LEEA - Laboratório de Estudos e Experimentações em Artes e Audiovisual que é responsável pela organização de grupos de pesquisa e atividades como seminários, mostras de cinema, exposições fílmicas etc. Nas artes visuais, fez parte em 2019 da equipe de curadores da Exposição Nomes, que aconteceu no Sobrado Dr. José Lourenço. Dividiu com Beatriz Furtado a curadoria de duas exposições em 2017: "O fazer cinema das artes visuais: performances fílmicas" (CCBNB) e "Embaralhando os planos: o cinema de Mouramateus" (S/T Arte). Na comunicação, foi repórter do caderno de cultura do Jornal O POVO, Vida & Arte; fez parte da equipe de professores do Alpendre; coordenou a produção do Programa de TV da UFC e teve diversas atuações na comunicação vinculadas a defesa de direitos (Ministério Público e Ongs como CEDECA). Coordenou as publicações da FUNCET - Fundação de Cultura, Esporte e Turismo da Prefeitura Municipal de Fortaleza, nos anos de 2005 e 2006. Atualmente é assessora de comunicação do Colégio Santa Cecília e até 2019 fez parte da curadoria da Sem Título Arte.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3896264276745786
e-mail: janainabpaula@gmail.com

Lucas Oliveira de Lacerda

Mestrando em Filosofia na Universidade Federal do Ceará (UFC), com ênfase em Filosofia Contemporânea, Estética e Filosofia da Arte, Graduado (Licenciatura e Bacharelado) em Filosofia com distinção Summa Cum Laude pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi bolsista de Iniciação Acadêmica (BIA) no LEFA - Laboratório de Estética e Filosofia da Arte (2015), foi bolsista do PET - Programa de Educação Tutorial (2016 - 2018), realizou a pesquisa "Estética e Filosofia da Arte em Foucault, Deleuze e Guattari" com bolsa voluntária (Bolsa-Arte) no eixo de Investigação Artística (2017), participou do GEDEV - DEVIR-Grupo de Estudos - Introdução à filosofia de Gilles Deleuze (2017), foi monitor (Programa de Iniciação à Docência - PID) das disciplinas Filosofia e Cinema (2016), Filosofia da Arte (2017), Hermenêutica e Arte (2017), Filosofia e Cinema II (2018), Tópico Especial em Filosofia - Filosofia da Diferença (2018) e Estética (2019), foi bolsista voluntário no PIBID - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (2017). Atualmente é coordenador do LAC - Laboratório de Arte Contemporânea (2016 - 2020) e do Grupo de Estudos em Arte e Decolonialidade (2019), coordenador do Grupo de Estudos em Guerras do Contemporâneo (2019), monitor do GEDEG - Grupo de Estudos Deleuze e Guattari (2015 - 2019), membro do LAMUR - Laboratório Artes e Micropolíticas Urbanas (2019 - 2020), pesquisador do Núcleo de Pesquisa do Museu de Arte Contemporânea do Ceará (2018), integrante do Laboratório de Artes Visuais do Porto Iracema das Artes (2019), coordena o GEEFA - Grupo de Estudos em Estética e Filosofia da Arte (2018 - 2020), o GES - Grupo de Estudos em Spinoza (2018 - 2020), o GEB - Grupo de Estudos em Bergson (2020), o GED - Grupo de Estudos em Deleuze (2020) e o GEFI - Grupo de Estudos em Filosofia da Imanência (2019 - 2020), é membro do GT Benedictus de Spinoza - ANPOF (2018 - 2020) e do GT Deleuze - ANPOF (2018 - 2020). Vem realizando pesquisas nas áreas de Arte e Filosofia, com ênfase no pensamento de Spinoza, Bergson, Nietzsche, Foucault e Deleuze, atuando principalmente nos seguintes temas: Ética, Estética, Filosofia da Arte, Cinema, Tempo, Corpo, Afeto e Arte Contemporânea. Foi curador das exposições Arre_ mate (2018), Soterramento (2018) e Ant_ Corpo (2018). Participou de diversas exposições e foi vencedor do 70º Salão de Abril (2019).

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5909467713679553
e-mail: lucasdilacerda3@gmail.com

Rúbia Mércia Medeiros

Realizadora, pesquisadora, curadora e educadora audiovisual, desenvolve pesquisa em formação artística no audiovisual. Doutoranda no Programa de Pós- Comunicação do Instituto de Cultura e Artes, da UFC - linha de pesquisa fotografia e audiovisual com pesquisa “Gesto, corpo e cena: experiência de formação do cinema realizado por mulheres”. Integrante do grupo de pesquisa LEEA - Laboratório de Estudos e Experimentações em Artes e Audiovisual. Mestre em Comunicação através do programa PósEco (UFRJ) dentro da linha de pesquisa Tecnologia e Estética da Comunicação. Tem atuado com projetos na área de cinema e educação, e em centros de formação livres e curadoria de mostras. Faz parte da equipe de coordenação do Projeto Cinema no Brejo: laboratório rural de formação e experimentação audiovisual. Faz parte da equipe do projeto DocSertão-Quixeramobim, onde é coordenadora do programa Formação de Formadores, e também ministra aulas de dispositivos de criação e narrativas no Assentamento do MST- sertão central. Realiza trabalhos como curadora, júri, ministrando oficinas sobre cineclubismo e organização de mostras. Tem trabalhado com realização audiovisual com ênfase no documentário, arquivos móveis/novas mídias, história e memória, filmes caseiros, filmes-carta e produções contemporâneas (ficção, documentário e expressões contemporâneas). Faz parte do coletivo/produtora CaraTapa, um grupo de mulheres artistas que desenvolve trabalhos em cinema com intercâmbio de outras linguagens artísticas.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6421858965915683
email: rubiamercia@gmail.com

Samuel Macêdo do Nascimento

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará - Fortaleza (Linha 01 - Fotografia e Audiovisual). Foi professor substituto do curso de Cinema e Audiovisual do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Sergipe - Aracaju. Mestre em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia - Salvador (Linha - Cultura e Identidade). Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará - Juazeiro do Norte. Participou de grupos, coordenou projetos e produtos nas áreas de: cinema e audiovisual, fotografia, cineclubismo, história e teoria do cinema, cinema nordestino contemporâneo, comunicação alternativa, mídias digitais, estudos e ativismos queer (gênero/sexualidade/corpo), estudos subalternos e pós-colonialismos.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7729038643271850
e-mail: samuelkariri@gmail.com

Yuri Firmeza

Professor do curso de Cinema da Universidade Federal do Ceará onde é integrante do LEEA - Laboratório de Estudos e Experimentações em Artes e Audiovisual. Doutorando em Arte Multimédia pela Universidade de Lisboa e membro colaborador do CIEBA (Centro de Investigação e Estudos em Belas Artes). Organizou, conjuntamente com Clara Bastos, Leonardo Mouramateus e Érico Araújo Lima, o seminário e a publicação “O trabalho das ruínas: genealogias, ficções, (re)montagens”. Participou de festivais de cinema e exposições em diversas cidades do Brasil e do exterior, entre as quais a 31ª Bienal Internacional de Artes de São Paulo, 14th Biennale Jogja: Stage of Hopelessness – Yogyakarta/Indonesia; 21st Videoex – International Experimental Film & Video Festival Zurich/ Switzerland; 64th e 62nd International Short Film Festival Oberhausen/Germany, 11ª Bienal do Mercosul e a exposição individual Turvações Estratigráficas, no Museu de Arte do Rio.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4994346414874041
e-mail: yurifirmeza@gmail.com

Beatriz Costa Barreto

Graduada em Jornalismo pela Universidade de Fortaleza e atualmente mestranda no Programa de Pós-Gradução em Comunicação da Universidade Federal do Ceará, na linha de pesquisa sobre Fotografia e Audiovisual. Pesquisa as questões que atravessam o cinema, a imagem, a história e a memória.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/2309545269996210
e-mail: biaacostabarreto@gmail.com

Beatriz Furtado

Pesquisadora da área das imagens em movimento. É professora dos cursos de Cinema e Audiovisual e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, na linha de pesquisa Fotografia e Audiovisual, do Instituto de Cultura e Artes da UFC. Realiza pequenos trabalhos e algumas curadorias com obras fílmicas. Realizou pós-doutorado em Cinema e Arte Contemporânea, Universidade Paris III- Sorbonne-Nouvelle, 2011/2012, com bolsa Capes. Doutorado em Sociologia, pela UFC, com bolsa-estágio, Capes, em Filosofia, na Universidade de Lisboa, Portugal, com tese "Imagens que Resistem - O Intensivo no cinema de Aleksander Sokurov". Mestrado em Comunicação, pela Universidade Autonoma de Barcelona-UAB, Espanha, sobre "Imagens Eletrônicas e Paisagem Urbana". Graduada em Comunicação pela Universidade Federal do Ceará. Coordenadora do curso de extensão da Escola Pública do Audiovisual, da Prefeitura de Fortaleza. Coordena o LEEA - Laboratório de Estudos e Experimentações em Artes e Audiovisual. É autora dos livros "Imagens Eletrônicas e Paisagem Urbana" (Relume-Dumará), "Cidade Anônima" (Hedra) e " Imagens que Resistem" (Intermeios). Organizou os dois volumes do livro "Imagem Contemporanea" (Hedra, 2009). Junto com Daniel Lins, organizou o livro "Fazendo Rizoma"(Hedra, 2008), e com Philippe Dubois, o livro "Pós-Fotografia, Pós-Cinema", pelas Edições Sesc, em 2019. Tem capítulos de livros publicados em "Deleuze-Cinema", organizado por André Parente, "A Sobrevivência das Imagens", organizado Alessandra Brandão e Ramayna Lira de Sousa, e "Narrativas Sensoriais", organizado por Osmar Gonçalves. Dirigiu "Catadores", "Cidade Anônima", "Passeio", "Caixa Escura para fazer Imagens de Som ", "Extermínio", "Um Leito Suave para meu Pai" e "Trabalhos N.1". Curou as exposições: "Cinema de Pequenos Gestos (des)narrativos" (CCBNB), "Imagens à Superfície"(MAUC/UFC), "Embaralhando os planos: o cinema de Leonardo Mouramateus" (SemTítuloArte), "O fazer cinemas das artes visuais" (CCBNB) e do "Salão de Abril Sequestrado". Fez Residência de Pesquisa no Macba - Museu de Arte Contemporânea de Barcelona. Organizou o I e o III Encontro Internacional de Imagem Contemporânea e o Simpósio Internacional Pós-Fotografia, Pós-Cinema, o Devir das Imagens Contemporâneas da Arte. Fez curadorias para a Bienal de Par em Par, Festival Internacional Cine Ceará, Noia - Festival Universitário, Festival do Cinema Brasileiro de Brasília, em 2017 e 2018. Integrou o Juri da Mostra de Tiradentes, do Curta Belo Horizonte e do CachoeiraDoc.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4063502391331604.
e-mail: sylviabeatrizbezerrafurtado@gmail.com

Érico Oliveira de Araújo Lima

Pesquisador em Artes, Cinema e Audiovisual. Atualmente é professor substituto no Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará, onde também integra a equipe de pesquisa do LEEA. Tem doutorado pelo PPGCOM da Universidade Federal Fluminense (UFF), na linha de estudos do Cinema e do Audiovisual, e pela Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3, em Estudos cinematográficos e audiovisuais, tendo integrado as equipes de pesquisa do Lira (Paris 3) e do Kumã (UFF). Realizou programação de Mostras na Vila das Artes, em Fortaleza: “Dramaturgias do Comum no Cinema Contemporâneo” (2015), “Adolfo Arrieta e o Deslumbre do Real” (2016 – junto a Jorge Polo e Petrus de Bairros), “Formas Abertas e os Tempos das Colheitas” (2017 – junto a Elena Meirelles, Lívia de Paiva, Jorge Polo, Polly Di e Yuri Firmeza). Com Ticiana Lima, Luciana Vieira, Isabel Coelho e Janaina de Paula, organizou o curso modular “O cinema e a experiência de vizinhança”, no Centro Cultural Bom Jardim. Junto a Clara Bastos, Yuri Firmeza e Leonardo Mouramateus, organizou o seminário e a publicação “O trabalho das ruínas: genealogias, ficções, (re)montagens”. Compôs a Coordenação Pedagógica do Curso de Jornalismo para Assentados e Assentadas da Reforma Agrária (Jornalismo da Terra – UFC/Pronera).

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0697826970241904
e-mail: ericooal@gmail.com

Fabienne Maia Leite

Discente em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Ceará, bolsista no projeto de pesquisa A Cena no Cinema Contemporâneo, orientado pela professora Dra. Sylvia Beatriz Bezerra Furtado. Dirigiu a equipe de produção do curta-metragem Simbiotica (2017). Participou da comissão organizadora do projeto de extensão Cine Refluxus. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Cinema Expandido e Processamento de Filmes, com duas realizações próprias, Tango (2018) e Nos Quintais do Mundo (2019). Em 2017, através de edital do Porto Iracema das Artes voltado para formação e produção supervisionada de Série-Escola, sob coordenação de Arthur Leite, Bete Jaguaribe e Lis Paim, atuou como produtora de um dos episódios da série Constituição Coreográfica Criminosa, processo artístico de montagem do espetáculo de dança da artista Andréia Pires. Produziu os curtas-metragem Feio (2017) e Umiroba (2018), ambos do coletivo cearense Sina Selvagem. Estagiou pela Secult Arte da UFC, no projeto Arte na Biblioteca, onde articulou o cineclube no que diz respeito à curadoria, criação da arte de divulgação e debates pós-filme. Em 2019, produziu o TCC da artista cearense Sunny Maia, cujo produto foi o curta-metragem Apocalíptika, sendo o mais recente trabalho em produção de filmes.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/2624345025660944
e-mail: fabienne.maia96@gmail.com

Leonardo Mont’alverne Câmara

Pesquisador e realizador audiovisual, é graduado em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda na UFC e integrou a quarta turma do Curso de Realização em Audiovisual da Escola de Audiovisual da Vila das Artes. Coordenou o projeto de formação audiovisual Cinema no Brejo, realizado na região rural do Maciço de Baturité, interior do Ceará. Atualmente é mestrando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da UFMG.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3114175610870046
e-mail: leonardomontalvernec@gmail.com

Maria Ines Dieuzeide Santos Souza

Professora do curso de Cinema e Audiovisual do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará. Tem doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFMG, onde desenvolveu a tese "Ficções para o exílio: as formas políticas do cinema de Elia Suleiman". Faz parte do LEEA - Laboratório de Estudos e Experimentações em Artes e Audiovisual. Foi uma das curadoras da mostra Imagens para a liberdade - Retrospectiva Orlando Bomfim, netto, do Cineclube Sorpasso e do Festcurtasbh, no qual colaborou por 3 anos. Integrou o grupo de pesquisa Poéticas da Experiência, da UFMG, onde atuou também na produção e edição da revista Devires – Cinema e Humanidades.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1329886287406570
email: inesdieuzeide@ufc.br

Natália Maia

Mestranda na linha de Fotografia e Audiovisual do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará (UFC). formada em Comunicação Social, com habilitação em jornalismo, pela Universidade Federal do Ceará (2008-2012). Desenvolve trabalhos nas áreas de roteiro, direção cinematográfica, literatura, jornalismo e ilustração. Em 2014, desenvolveu o projeto de série televisiva "Os Herdeiros" no Laboratório de Audiovisual do Porto Iracema das Artes, do qual participou como bolsista com desenvolvimento de projetos em 2013 e 2018. Em 2016, integrou o Núcleo de roteiros cearenses da produtora Tardo Filmes, selecionado pelo Programa Brasil de Todas as Telas, da Agência Nacional do Cinema (Ancine). É uma das criadoras e diretora-geral da série "Lana & Carol" (Canal Futural), contemplada pelo edital de TVs Públicas (edital do PRODAV 09), ganhador de menção honrosa no concurso de pilotos de séries de TV do Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre (FRAPA). É uma das roteiristas do longa-metragem Pacarrete, dirigido por Allan Deberton, contemplado pelo edital Longa BO Ficção. Atualmente, está produzindo dois curtas-metragens documentais: "Fortaleza Liberta" contemplado pelo edital de Cinema e Vídeo 2016 da Secretaria de Cultura do Ceará (Secult) e o documentário "Muxarabi" contemplado pelo Edital das Artes 2018 da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Fortaleza (Secultfor).

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3279453094046130
e-mail: nataliamendesmaia@gmail.com

Samuel Brasileiro

Formado em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Ceará e mestrando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social (Linha 1 - Fotografia e Audiovisual) da Universidade Federal do Ceará. tem desenvolvido trabalhos nas áreas de direção, roteiro e montagem cinematográfica, além de ministrar cursos de cinema em diferentes instituições como CUCA, CCBJ, Porto Iracema das Artes e Sesc-Parnaíba. Próxima Parada (2011) foi seu primeiro curta-metragem e ganhou o prêmio de Melhor Curta-Metragem Nordestino no Festival Noia de Cinema Universitário. Em 2013 realizou o curta-metragem Lição de Esqui, ganhador do prêmio de Melhor Curta-metragem de Ficção no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, menção honrosa na mostra Novos Rumos do Festival do Rio e melhor montagem no Festival Janela Internacional de Recife. É um dos diretores e roteiristas do longa-metragem coletivo O Animal Sonhado (2015), que teve a sua estreia na Mostra Aurora do Festival de Tiradentes. Em 2015, estreou seu curta-metragem Biquini Paraíso, co-roteirizado com Natália Maia, no Festival de Vitória. É criador e diretor, junto de Natália Maia, da série Os Herdeiros, que já possui o episódio piloto realizado e os seguintes financiados pelo Edital de Cinema e Vídeo da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará. Em 2016, foi curador das mostras Cinema em Trânsito e Eddie Saeta: Cinema Feito com Coração. Criou a série Lana & Carol (Tv Brasil), contemplada pelo Edital de Tvs Públicas onde assina a criação, roteiro e direção geral do projeto. É co-roteirista do longa-metragem Pacarrete, direção de Allan Deberton, contemplado pelo edital Longa BO Ficção, realizado em 2018 e ganhador do Festival de Gramado em 2019. É curador do Cine Caolho, cineclube voltado para cinema cearense que ocorre no Cinema do Dragão. Foi coordenador da turma de audiovisual do Centro Cultural Bom Jardim em 2018.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4567573654079824
e-mail: samuelmbrasileiro@gmail.com

Thereza Cristina Rocha Cardoso

Pesquisadora de dança, diretora e dramaturgista de processos de criação. Doutora em Artes Cênicas pela UNIRIO - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Formada em teatro pela CAL - Casa das Artes de Laranjeiras e em dança pela atual Escola e Faculdade Angel Vianna. Professora dos cursos de Bacharelado e de Licenciatura em Dança do Instituto de Cultura e Arte da UFC - Universidade Federal do Ceará. Coordena o grupo de estudos Dramaturgia: o que quer e o que pode o corpo?, uma parceria com o Porto Iracema das Artes (escola de formação e criação do Ceará). Coautora de Máquina de Dançar, com temporadas no SESC Pompeia/SP (2016) e Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto/RJ (2015), selecionado como um dos 10 melhores espetáculos de dança do ano pelo jornal O Globo. Dramaturgista e diretora de 3 Mulheres e um Café: uma conferência dançada com o pensamento em Pina Bausch, com temporada no Espaço SESC/RJ (2010), projeto agraciado com o Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna. Ambos os projetos criados em parceria com a intérprete-criadora Maria Alice Poppe. Estreou Paisagem Nua, criado em parceria com Joelson Gusson, no Espaço SESC/RJ, em 2011, espetáculo que cumpriu uma segunda temporada no Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, em 2012. Foi professora-assistente dos cursos de graduação em teatro e em dança do Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro - UniverCidade até 2010, onde concebeu e coordenou o Curso de Pós-graduação Lato Sensu Estudos Avançados da Dança Contemporânea: coreografia e pesquisa. Foi professora substituta do setor de Dança e Filosofia do Departamento de Arte Corporal da UFRJ e do setor de Dança do Instituto de Artes da UERJ. Foi Diretora da Divisão de Dança do Instituto Municipal de Arte e Cultura - RIOARTE da Prefeitura do Rio. Autora dos livros O que é dança contemporânea? (Conexões Criativas, 2016), projeto agraciado com o Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna e o RUMOS Itaú Cultural, e Diálogo|Dança (SENAC, 2012), esse em parceria com Márcia Tiburi. Atua principalmente nos seguintes temas: dança contemporânea, dança e filosofia, dramaturgias do corpo, corpo e linguagem, filosofia da arte.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9450346202377323
e-mail: thereza-rocha@hotmail.com

Já passaram por aqui

Bruno Reis Lima

Camilla Osório

Camila Vieira da Silva

Charles Vasconcelos Vale

David Leitão Aguiar 

Daniel Filipe de Sousa Santos

Eduardo dos Santos Oliveira 

Elisa Ratts

Emilly Gama da Costa Silva 

Ethel de Paula Gouveia

Gabriel Aguiar de Andrade

Gabriela Tornelli

Georgia Cruz Pereira

Gilberto Caetano Manea 

Hector Rocha Isaias

Henrique Codato (in memorian)

Larissa Souza Vasconcelos 

Leila Maria Lopes Terceiro 

Leonardo Ferreira

Leonardo Mouramateus 

Lohayne Gomes de Lima

Luzianne Pinheiro e Silva (Luly)

Marcelo Dídimo Souza Vieira

Marcos Oliveira Lopes

Petrus Augusto de Bairros

Rafael de Jesus Gonçalves da Silva 

Rosa Cristina Primo Gadelha

Suzana Figueira Silva 

Thaïs Dahas

Virgínia Paula Pinho Freitas

LEEA - Laboratório de Estudos e Experimentações em Artes e Audiovisual

(UFC / ICA)